terça-feira, 1 de março de 2016

AMO LER-TE


AMO LER-TE

Quero ler-te como tu me lês
Nestas páginas que escrevo

Deleita-me no teu belo corpo
Leio-te nos sonhos que tens

Leio-te no caminho que faço em ti
Leio-te nos teus vazios segredos

Leio-te nas tuas profundas dores
Leio-te nas tuas lágrimas contidas

Leio-te na desilusão do teu coração
Leio-te nas asas do meu corpo em ti

Leio-te sedento de paixão por mim
Como gosto de ler-te, como tu me lês

Ler-te é amar-te mais, mais sem fim.

Isabel Morais Ribeiro Fonseca