segunda-feira, 24 de março de 2014

"SÓ"

 "SÓ"

Sinto-me tão só
Tenho um vazio
Que corroí-me o corpo
Cada gesto, cada palavra
Caí em silêncio na minha alma
Numa dor
Que corroí e mata
Trespassa-me a alma
Num silêncio agudo
Onde eu escondo-me
Para o resto do mundo
Estou e sinto-me só.

Isabel Morais Ribeiro Fonseca