quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Senhor que eu fique de pé

Senhor que eu fique de pé, na minha hora
Esperando a cada instante a tua vinda
Como se viesses hoje bater à minha porta
Como estão sempre de pé os sentinelas, de dia e de noite.
Senhor que eu tenha força, para ficar de pé
Sempre de pé, como a tua mãe junto à cruz.
Que eu esteja sempre de pé
Quando lentamente os meus amigos
E os meus familiares, se afastarem de mim e me deixarem só.

Isabel Morais Ribeiro Fonseca